Fiocruz promove lançamento de jogos voltados à divulgação científica

por
Assessoria de Comunicação do Icict/Fiocruz
,
23/11/2023


Kits com os dois jogos serão distribuídos em escolas e bibliotecas no RJ e DF / Foto: divulgação

Criados como uma forma lúdica de apresentar cientistas brasileiros e as principais doenças tropicais a adolescentes e jovens – e também como um importante alerta sobre fake news e desinformação – os jogos Caminhos de Oswaldo e Imune: série vírus ganham evento de lançamento no dia 28 de novembro (terça-feira), a partir das 9h30, na Biblioteca de Manguinhos da Fiocruz. Ambos foram feitos por meio de uma parceria entre o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) e o Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).  

Os jogos foram projetados para serem usados principalmente em escolas, com jovens acima de 12 anos. Além de promover a interação social, eles são ferramentas que ajudam na divulgação científica de forma lúdica e ampliam o conhecimento sobre temas relacionados à virologia e à medicina tropical, como vacinas e doenças transmissíveis.   

O lançamento contará com a mesa Ludicidade a favor da educação em saúde, a partir das 10h30, com a participação da senadora Leila Barros (PDT-DF), da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), da pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e idealizadora dos jogos, Elba Lemos, e de Arnaldo Carvalho, integrante da equipe de criação. A mediação será de Venicio Ribeiro, coordenador do projeto de desenvolvimento dos jogos. Também participam do evento a vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz, Cristiani Machado, e o diretor do Icict/Fiocruz, Rodrigo Murtinho.   

'É hora de jogar!'
Após a conversa, o público terá a oportunidade de experimentar os dois jogos.

“A ideia de desenvolver os jogos chegou a nós por meio da professora Elba Lemos, em 2018. Ela propôs como trabalho de fim de curso que os seus alunos da pós-graduação em Medicina Tropical do IOC desenvolvessem sugestões de jogos para combater notícias falsas. A partir dos conhecimentos que adquiriram ao longo da pós-graduação, eles apresentaram os dois jogos”, explica Thays Coutinho, designer do Icict e uma das responsáveis pelo desenvolvimento do jogo.  

Com os protótipos em mãos, a equipe do setor Multimeios - polo de desenvolvimento na área de Artes e Design do Icict/Fiocruz - pôde testar as dinâmicas e aperfeiçoar detalhes da identidade visual e das regras dos jogos como, por exemplo, aumentar a diversidade de gênero e de raça entre os cientistas homenageados. Outra alteração importante foi incluir a área de atuação e a cidade de origem nas cartas dos cientistas.   

“Nosso desafio com os jogos é tirar o jovem do celular e das diversões digitais. Nós optamos por jogos de mesa por dois motivos: interação social, já que perdemos muito a troca com o outro durante a pandemia; e a ampliação do acesso. Um jogo com necessidade de internet acaba limitando nosso público e o objetivo não é esse. Queremos é que mais crianças tenham acesso”, acredita Thays.   

Como jogar | Caminhos de Oswaldo 
Caminhos de Oswaldo é um jogo de tabuleiro que convida os participantes a vivenciarem o papel de pesquisadores da Fiocruz. Eles precisam percorrer um caminho dentro da Fundação com o objetivo de acumular pontos (de conhecimento) por meio de tarefas como formar equipes multidisciplinares e responder perguntas. Vence o jogo quem acumular mais pontos ao final do caminho.   

Os dados indicam quantas casas cada jogador vai avançar, vez a vez. No percurso mostrado no tabuleiro há estrelas, vírus e sinais de interrogação. Caso caia sobre uma estrela, o participante vai ter direito a tirar duas cartas que descrevem as trajetórias de pesquisadores nacionais, escolher uma para fazer parte da sua equipe e dar outra para um adversário. Quanto mais áreas de atuação a sua equipe tiver, melhor. Caso pouse sobre a imagem do vírus, precisa tirar uma carta do baralho correspondente. Essas cartas podem dar um ou dois pontos no final da partida, se for uma informação sobre vacinas e vírus; ou ponto nenhum, caso seja um evento, como uma pandemia. Caso caia sobre o sinal de interrogação, a carta vai indicar uma afirmativa sobre algum aspecto relacionado às viroses, e é preciso responder se é verdade ou mentira. Quanto mais respostas certas, mais pontos de conhecimento você acumula no final.     

Além dos ícones que fazem parte da dinâmica do jogo, o mapa também apresenta os diferentes centros de pesquisa e espaços localizados no campus Manguinhos, como o Castelo Mourisco, a Biblioteca de Manguinhos e o Museu da Vida, por exemplo. As ilustrações ajudam os participantes do jogo a conhecer melhor a Fiocruz e seu entorno e a se familiarizar com o trabalho realizado na instituição.   

Como jogar | Imune: série vírus 
Já Imune: série vírus é um jogo de cartas. Nele são explorados conceitos-chave da virologia: as diversas viroses, suas formas de transmissão, controle e prevenção.  Para isso, as cartas são divididas por cores. As azuis tratam de aspectos dos vírus de transmissão respiratória. As amarelas, aqueles transmitidos pela água e por alimentos. As verdes, por vetores e animais. Já as vermelhas abordam vírus de transmissão sexual, sanguínea e por contato.  

Mas, além das cartas relacionadas aos vírus em si, há aquelas que representam comportamentos de risco, recomendações médicas e medidas de prevenção, podendo beneficiar ou prejudicar o jogador que as “tirou”. Há aquelas que destacam cientistas e suas descobertas, como Adolfo Lutz, Hélio Pereira e José Rodrigues Coura. E há, ainda, as cartas de fake news, que obrigam o jogador a “comprar” quatro outras cartas — ou seja, a retroceder no jogo.  


Imune: jogo de cartas estimula interesse pela ciência | Foto: Raquel Portugal (Multimeios/Icict)

1.800 kits com os dois jogos serão distribuídos 
Após o lançamento, no dia 28, 1.800 kits contendo os jogos começarão a ser distribuídos em escolas públicas e bibliotecas do Rio de Janeiro e Distrito Federal. O kit também vai conter o manual de regras dos jogos Imune: série vírus e Caminhos de Oswaldo: material pedagógico com comentários, estratégias e planos de aula, desenvolvido para ajudar os professores a aproveitar ao máximo os jogos em sala de aula.   

“Sabemos que nem todos os professores trabalham com jogos. Por isso, produzimos esse manual pedagógico, com sugestões de formas de trabalhar os jogos em diferentes níveis, desde a educação infantil até a pós-graduação. O material também conecta os temas abordados nos jogos com os conteúdos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) de cada segmento”, acrescenta Thays.   

Serviço:  
Lançamento dos jogos Caminhos de Oswaldo e Imune: série vírus
Quando: 28 de novembro (terça-feira) 
Horário: 9h30 às 12h30 
Onde: Salão de Leitura da Biblioteca de Manguinhos (Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché – campus Fiocruz Manguinhos) 
Capacidade: 70 lugares 

Inscrições: eventos.icict.fiocruz.br  

🎥 O evento terá transmissão online no canal do YouTube da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz    

🧏🏽 Haverá intérprete de Libras durante todo o evento.   

Comentários

Como podemos ter acesso a esses jogos? Só serão distribuídos para as escolas públicas? Teria alguma outra forma de conseguirmos obter os jogos? Obrigada.

Olá, Obrigada por entrar em contato! Neste primeiro momento de lançamento, distribuídos 1.800 kits dos jogos para escolas e bibliotecas públicas previamente selecionadas do Rio de Janeiro e Distrito Federal. Estamos estudando formas de viabilizar a produção de uma nova leva de jogos para distribuir. Nosso desejo é que o maior número de alunos e professores tenham contato com Caminhos de Oswaldo e Imune. Atenciosamente, Equipe Ascom

Comentar

Preencha caso queira receber a resposta por e-mail.

Assuntos relacionados

Fiocruz lança protótipos de dois novos jogos de divulgação científica

Caminhos de Oswaldo e Imune buscam conquistar a atenção dos jovens para o universo da virologia e da ciência nacional

Para saber mais

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz)
Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché - Manguinhos, Rio de Janeiro
CEP: 21040-900 | Tel.: (+55 21) 3865-3131 | Fax.: (+55 21) 2270-2668

Este site é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.

logo todo somos SUS