Plataforma de Filmes Fiocruz chega a 300 produções disponíveis

por
VideoSaúde Divulgação
,
25/01/2024

Pouco mais de dois anos após ser lançada, a Plataforma de Filmes em Acesso Aberto da VideoSaúde-Icict/Fiocruz, que reúne uma ampla diversidade de obras sobre temas de saúde coletiva e ciência e tecnologia, de documentários a dramas, passando por animações, oriundas do acervo institucional da Fiocruz e de parceiros externos, chega a 300 obras audiovisuais disponíveis gratuitamente. A Plataforma, apelidada de Fioflix, é acessada por milhares de telespectadores mensalmente e o acervo disponível vem sendo cada vez mais solicitado para ações de educação e ensino e por canais de televisão para exibição em rede nacional.

Canta Caps, estreia da Fioflix neste início de 2024, compõe a trilogia “SUS e o Caps” – que conta ainda com os curtas Estica, Alonga Caps (já disponível na Fioflix) e Nossa Casa (estreia em breve), parceria entre a VideoSaúde-Icict e Plataforma IdeiaSUS Fiocruz. Em Canta Caps, pelas mãos e violão de Pierre, oficineiro e usuário de unidade de saúde pública, e pelo trabalho de profissionais de saúde, pacientes de um centro de atenção psicossocial no subúrbio do Rio de Janeiro soltam a voz e cantam em atividade periódica, associada ao tratamento, aos cuidados e à redução de danos e agravos, reafirmando como a arte e as atividades lúdicas podem ser elementos centrais nas políticas e nas rotinas do campo da saúde mental. São momentos que apontam a potência de uma experiência de integração entre uma unidade de saúde mental e seus pacientes, por meio de depoimentos reveladores de caminhos possíveis. Assista:

Cenas de Canta Caps: arte e integração numa unidade de atenção psicossocial

Uma plataforma de filmes ampla e diversa

Na Fioflix, há filmes para todos os gostos, públicos e aplicações. Histórias de entregadores e motoristas de aplicativos, documentários sobre doenças negligenciadas e saúde e ambiente, narrativas a respeito de vivências durante a pandemia de Covid-19. Sobre o SUS português, cinebiografias de cientistas e profissionais da saúde, sobre a presença das mulheres na ciência, histórias de povos indígenas, de agentes de saúde no campo e de moradores do entorno de barragens de mineração. 

Outros destaques da Plataforma Fiocruz são filmes da mostra “Saúde para Todos”, concebida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que possibilita acesso a produções sobre saúde vindas de cada canto do planeta. Assista a entrevista do coordenador do Festival Saúde Para Todos, Gilles Reboux, destacando a importância do audiovisual para a promoção da saúde, no link: https://bit.ly/FestivalSaudeOMS-GillesReboux

Os filmes da Plataforma, para a VideoSaúde, ampliam a oferta de conteúdos audiovisuais oferecidos pela Fiocruz, visando a circulação de informações e os debates qualificados, que retratem distintas realidades regionais, territoriais, de profissionais e de populações no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS) e dos desafios dos campos da ciência e da tecnologia. Confira outras estreias recentes (clique no título dos filmes para assisti-los): 

Walter Firmo: um olhar sobre Bispo do Rosário

Documentário integrante da exposição “Walter Firmo: um olhar sobre Bispo do Rosário”, Neste curta o jornalista José Catello e o fotógrafo Walter Firmo conversam sobre o ensaio fotográfico e matéria realizada em 1985, sobre o artista Bispo do Rosário, publicada na revista IstoÉ.

Toda forma de ser

O Zika Vírus e seus danos e agravos, como a microcefalia, trouxeram uma série de novos arranjos para milhares de famílias brasileiras, lançando desafios para os campos da saúde coletiva e o SUS. Mulheres e mães emergiram como atores potentes neste estado de coisas. O cotidiano de amor infinito, lutas e alegrias atravessa um tocante relato sobre a vida de três famílias.

A conquista de um direito

O documentário “A criação do Serviço Nacional de Saúde: a conquista de um direito (1974-1979)”, sobre a criação do SUS português, faz refletir sobre as coleções alusivas ao tema da saúde em Portugal existentes no Centro de Documentação 25 de Abril, da Universidade de Coimbra, trazendo memórias sobre a criação do SNS durante a Revolução dos Cravos de abril de 1974 e os desafios para manutenção da saúde como direito. 

Saúde no Limite da Dor  

Trilogia de documentários que apresenta o contexto da tragédia da Boate Kiss e como as equipes de emergência do SUS, incluindo o SAMU, foram mobilizadas para atender as vítimas no local do incidente. 

O povo cuidando do povo 

Aborda a parceria da Fiocruz com cinco organizações sociais, sendo elas o Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra, o Movimento de Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos, o Levante Popular da Juventude, o Centro de Integração da Serra da Misericórdia e a Rede Carioca de Agricultura Urbana, na aplicação do curso de Agentes Populares em Saúde, uma ação da Campanha Nacional Periferia Viva, concomitante a uma pesquisa para levantamento de dados territoriais, com o intuito de expor fragilidades e potenciais para que os movimentos sociais atuantes na localidade tenham mais subsídios para lutar por melhores políticas públicas.

Heliana, a menina que virou cientista

Conta a história da transformação de uma menina ribeirinha da Amazônia em cientista e ambientalista. A menina ribeirinha da Amazônia, nunca deixou sua paixão pela ciência e pela natureza desaparecer. Sua jornada a levou da floresta amazônica para a cidade grande realizando seu sonho de tornar-se cientista, finalmente, de volta à sua comunidade, ela se tornou uma fonte de conhecimento e esperança.

Ponto de referência em audiovisual sobre saúde e ciência

De acordo com a VideoSaúde, o desenvolvimento da plataforma representou uma série de acúmulos e reflexões, seja pela observação de demandas que o setor recebeu do público, de como os filmes foram visualizados e comentados no YouTube ou em redes sociais, de apontamentos de parceiros exibidores do acervo institucional. Mais que isso, na visão dos organizadores: o campo do audiovisual passa por profundas modificações, principalmente nas formas de distribuição e capilarização de acervos por meio da internet. E a Plataforma, completa a VideoSaúde, procura trabalhar esses aspectos como desafios para a comunicação pública.  

Acessibilidade e legendas em seis idiomas

A Plataforma foi lançada em outubro de 2021, contando inicialmente com 115 filmes sobre diferentes temas dos campos da saúde e da ciência. De biografias e animações a direitos humanos e doenças negligenciadas. De história da ciência e da saúde a saúde da mulher e da criança, entre outros temas associados às determinações sociais da saúde. Também apresenta 60 versões das produções com recursos de Janela em Libras e audiodescrição. Oferece, ainda, filmes com legendas em cinco diferentes línguas além do português. 

São produções próprias ou realizadas em parcerias, ou de instituições e realizadores parceiros que integram o acervo da VideoSaúde. O projeto também foi concebido numa perspectiva de comunicação integrada, onde cada filme aponta links para outros conteúdos da Fiocruz, principalmente da Editora Fiocruz, Canal Saúde, Revista Radis, Portal Fiocruz e Agência Fiocruz de Notícias.   

 

Comentar

Preencha caso queira receber a resposta por e-mail.

Para saber mais

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz)
Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché - Manguinhos, Rio de Janeiro
CEP: 21040-900 | Tel.: (+55 21) 3865-3131 | Fax.: (+55 21) 2270-2668

Este site é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.

logo todo somos SUS