A potência dos afetos é tema da aula inaugural do Icict

por
Assessoria de Comunicação do Icict/Fiocruz
,
01/04/2024

Arte: Vera Fernandes (Ascom/Icict/Fiocruz)

O Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) realizará, no dia 11/4 (quinta-feira), às 14h, a sua aula inaugural de 2024. O evento será comandado por Renato Noguera, professor e pesquisador da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ), que ministrará a palestra “A potência dos afetos: pequenas relações entre amor e aprendizagem", na Biblioteca de Manguinhos. Aberta ao público, a aula também marca as comemorações do aniversário do Instituto, que celebrou 38 anos de existência no dia 7/4. 

A mesa de abertura contará com Eduarda Cesse, coordenadora geral de Educação da Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (CGE/VPEIC/Fiocruz), Rodrigo Murtinho, diretor do Icict, e Mel Bonfim, vice-diretora de Ensino da unidade. A mediação da palestra ficará a cargo de Igor Sacramento, coordenador e professor do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde (PPGICS/Icict).   

Alinhado às propostas do Icict, marcadas pela interface entre ensino, pesquisa, serviços e atividades que fortalecem e atendem às demandas sociais do SUS, o tema é, segundo Mel Bonfim, uma pauta mais do que necessária para o contexto atual. “Essa aula mantém nosso compromisso político de deslocar para o centro do debate: a cultura e a produção de conhecimento de povos tradicionais, dos povos indígenas, da favela. Estamos seguindo no caminho intencionalmente escolhido, de refletir, sobre outra forma de existirmos, considerando que vivemos em um modelo societário que há anos se mostra insustentável e falido”, afirma.  

E por que falar de afetos? A vice-diretora do Icict complementa: "Em meio à produção de desinformação criminosa, em que o enfrentamento ao discurso de ódio passa a ser objeto do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, já é tempo, ou melhor, estamos atrasados em falar de afeto, em permitir que sejamos afetados e sensibilizados por um conceito de amor muito mais profundo, que costumeiramente compreendemos por essa palavra. Amar pode ser muito mais coletivo e comunitário”, explica Bonfim.  

Renato Noguera é doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), integra o Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) e participa do Laboratório de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Leafro/UFRRJ), onde coordena o Grupo de Pesquisa Afroperspectivas, Saberes e Infâncias (Afrosin). Ele também é roteirista e consultor de produções audiovisuais e escritor, já tendo lançado diversos livros, incluindo Mulheres e Deusas: como as divindades e os mitos femininos formaram a mulher atual (Harper Collins, 2018), Por Que Amamos: o que os mitos e a filosofia têm a dizer sobre o amor (Harper Collins, 2020) e O que é o luto? Como os mitos e as filosofias entendem a morte e a dor da perda (Harper Collins, 2022).    

Ao site do Icict, Noguera falou como o amor se aplicaria no ensino de Comunicação, Informação e Saúde, considerando seus desdobramentos, como a relação entre docentes e alunos e o resultado de seus trabalhos (teses e dissertações). "Amar implica em reconhecer os nossos limites. É preciso mensurar corretamente a quantidade e qualidade dos recursos disponíveis para que atividades de comunicação e informação na área de saúde sejam potentes. Quais instâncias coletivas e institucionais podem dar a devida atenção para mediar os conflitos entre docentes e discentes?”, indagou. 

Considerando o ensino de Comunicação e Informação em Saúde sob a ótica da afroperspectiva, que é um tema abordado por Noguera, ele afirmou que é “necessária uma perspectiva contracolonial , preciso problematizar as ausências na área. Afinal, o que nos falta? Mas é importante elaborar mais espaços biointerativos que façam confluir maneiras de desejar, pensar e sentir que reconheçam nossa irmandade cósmica com o mundo e desfaça a nosso divórcio com a natureza.”

A palestra tem entrada livre (sujeita a limitação de lugares; inscrições no sistema de Eventos do Icict) e também será transmitida pelo canal da VideoSaúde Distribuidora no YouTube. Haverá intérprete de libras.  

➡️ Inscreva-se no evento 

Renato Noguera concedeu, em 2019, uma entrevista ao programa Ciência e Letras, do Canal Saúde da Fiocruz.

▶️ Confira a entrevista de Renato Noguera ao Ciência e Letras

Crédito: Renato Noguera | Foto: Arquivo pessoal  

Comentar

Preencha caso queira receber a resposta por e-mail.

Para saber mais

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz)
Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché - Manguinhos, Rio de Janeiro
CEP: 21040-900 | Tel.: (+55 21) 3865-3131 | Fax.: (+55 21) 2270-2668

Este site é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.

logo todo somos SUS