Programação VideoSaúde celebra datas importantes para a sociedade e a saúde coletiva

por
VideoSaúde (Divulgação)
,
01/04/2024

Arte: Vera Fernandes (Ascom/Icict/Fiocruz)

Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, será exibido “Atenção primária à saúde – distintos territórios, múltiplos desafios”, que apresenta o trabalho dos profissionais de saúde em 27 municípios rurais remotos em diversas regiões do Brasil. A programação também conta com a estreia da série “Caminho das Águas”, que explicita a importância desse bem para agroecologia, parto natural, desenvolvimento infantil, medicina natural e recuperação de florestas e nascentes em diferentes comunidades da Zona da Mata de Minas Gerais e na região do Caparaó, no Espírito Santo.

Destaque para a Semana Nacional de Imunização, comemorada entre os dias 24 e 30 de abril, e em especial o Dia Mundial da Malária, 25 de abril, com Programa Especial que exibe a expedição de pesquisadores da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) à Amazônia, onde percorreram, quase cem anos depois, os mesmos passos de Oswaldo Cruz procurando mapear as condições sanitárias e doenças como a febre amarela e malária.

O Programa VideoSaúde é exibido às segundas-feiras, às 22h30, no Canal Saúde. Confira a programação completa do mês.

1/4, segunda-feira, 22h30 - A epidemia do Zika vírus em Pernambuco: desigualdades, barreiras de acesso e vulnerabilidade social

Integrando o projeto “Educação em saúde com famílias afetadas pelo Zika vírus”, uma parceria da Fiocruz Pernambuco, Universidade de Liverpool (Inglaterra) e a União de Mães de Anjos (UMA), a obra mostra um pouco da rotina das famílias com crianças com a síndrome do Zika vírus, as dificuldades e barreiras de acesso aos serviços de saúde e equipamentos sociais, com uma abordagem crítica sobre a determinação social da saúde, que intensifica as vulnerabilidades.

Reprises: 3/4, quarta, às 22h30 5/4, sexta, às 22h30 7/4, domingo, às 21h30

8/4, segunda-feira, 22h30 - Atenção primária à saúde - distintos territórios, múltiplos desafios

Resultado do projeto de pesquisa "Atenção Primária à Saúde em municípios rurais remotos", realizada em 2019, a obra convida a embarcar em uma jornada única, revelando as experiências, histórias e desafios enfrentados pelos profissionais de saúde que atuam em comunidades rurais remotas no Brasil.

Reprises: 10/4, quarta, às 22h30 12/4, sexta, às 22h30 14/4, domingo, às 21h30

 

15/4, segunda-feira, 22h30 - Água é princípio | Água é cultura - Série Caminho das águas - parte 1

Água é princípio

Encontro intergeracional entre a parteira anciã dona Zizi, as jovens parteiras Marinã, Marília e Joana, e a doula Vagna Araújo. Ao relatarem suas experiências, falam da importância das águas como princípio gerador e mantenedor da vida e de como as Serras das Águas promovem encontros potentes entre o partejar ancestral e a cultura do bem-viver.

Água é cultura

A família Relíquia do Caparaó fala da experiência com os cafés especiais, as lavouras de café orgânico e das potencialidades econômicas e culturais do cultivo familiar dessa planta para a região da Serra Caparaó.

Reprises: 17/4, quarta, às 22h30 19/4, sexta, às 22h30 21/4, domingo, às 21h30

 

22/4, segunda-feira, 22h30 - - Água é brinquedo | Água é floresta - Série Caminho das águas - parte 2

Água é brinquedo

Débora Valente fala da importância da água para o desenvolvimento da infância e da vida. Ela explica o projeto "Tekoá, Terra de Brincar", relacionando-o diretamente à Serra das Águas do Caparaó e encarando as águas como um dos principais brinquedos das crianças.

Água é floresta

A experiência da recuperação da Mata Atlântica por meio do plantio de florestas em pé, da recuperação de nascentes e de tratamentos alternativos da água. Marcius Cardoso pontua a possibilidade de se investir nesses espaços agroecológicos e permaculturais, através do seu projeto de hospedagem sensorial Aldeia Alegria.

Reprises: 24/4, quarta, às 22h30 26/4, sexta, às 22h30 28/4, domingo, às 21h30

29/4, segunda-feira, 22h30 - Água é cura | Água é memória - Série Caminho das águas - parte 3

Água é cura

Saluah Martins fala sobre os usos das ervas como medicina natural, através dos banhos de folhas, escalda pés, extração de óleos e produção de remédios homeopáticos, práticas executadas no Horto de São Francisco, em sua Escola de Ervas, localizada nas montanhas de Patrimônio da Penha no Espírito Santo.

Água é memória

Seu Mateu relembra que água, alimento e ervaria guardam a memória comunitária da cultura do bem-viver. Ele compartilha todo o seu conhecimento a respeito das plantas da Mata Atlântica, seus usos medicinais e alimentícios, afirmando a soberania alimentar, o autocuidado e a autonomia em saúde que os antigos moradores de Patrimônio da Penha (ES) detêm em seus saberes.

Reprises: 1/5, quarta, às 22h30 3/5, sexta, às 22h30; 5/5, domingo, às 21h30

 

30/4, terça-feira, 23h - Programa VideoSaúde Especial - Oswaldo Cruz na Amazônia

No início do século XX, após a implantação das campanhas sanitárias no Rio de Janeiro, Oswaldo Cruz parte para a Amazônia, em viagem de inspeção sanitária aos portos do Brasil. Em 1910, realizou campanha contra a febre amarela em Belém e, em visita às obras de construção da estrada de ferro Madeira-Mamoré, estabeleceu um plano de combate à malária na região. Quase um século depois, utilizando filmes, fotografias, caricaturas, cartas e relatórios do cientista, uma equipe de pesquisadores da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) refez seu percurso, resgatando a memória e atualizando as principais questões de saúde por ele levantadas.

Reprise: 2/5, quinta-feira, às 23h

Comentar

Preencha caso queira receber a resposta por e-mail.

Para saber mais

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz)
Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché - Manguinhos, Rio de Janeiro
CEP: 21040-900 | Tel.: (+55 21) 3865-3131 | Fax.: (+55 21) 2270-2668

Este site é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.

logo todo somos SUS