Telejornalismo e saúde: análise da cobertura do Jornal Nacional (maio de 2010 a abril 2011)

Outros setores
Pesquisadores

Janine Miranda Cardoso – Coordenadora Titular – Laces/Icict/ Fiocruz
Izamara Bastos Machado – Coordenadora Adjunto – Laces/Icict/ Fiocruz
Kátia Lerner – Laces/Icict/ Fiocruz
Tânia Santos – VideoSaúde Distribuidora Fiocruz//Icict/ Fiocruz
Eliane Batista Pontes – VideoSaúde Distribuidora Fiocruz/Icict/ Fiocruz
Vanessa Amaral – PPGICS/Icict/ Fiocruz
Vânia Quintanilha Borges – PPGICS/Icict/ Fiocruz
Marcelo Alves – PPGICS/Icict/ Fiocruz

Objetivo geral

Investigar as relações entre telejornalismo e saúde, do ponto de vista da pesquisa, da constituição de acervos e do ensino.

Objetivos específicos

Realizar estudo sobre a cobertura de saúde produzida pelo Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão, no período de maio de 2010 a abril de 2011.

Produzir subsídios que contribuam para o tratamento documental de acervo telejornalísticos.

Estruturar disciplina a ser ofertada para alunos de mestrado e doutorado do PPGICS sobre procedimentos teórico-metodológicos relacionados tanto aos estudos de telejornalismo, quanto à organização de acervos audiovisuais.

Metodologia

Este projeto de pesquisa reconhece a mídia, especialmente o jornalismo, como um dos principais lócus de circulação e produção dos sentidos contemporâneos e adota o referencial teórico-metodológico da Semiologia dos Discursos Sociais. Como proposto por Pinto (1999), essa perspectiva percebe e analisa a comunicação como processo de produção, circulação e consumo/apropriação de sentidos e entende o discurso  –  conjunto de textos articulados numa prática discursiva regular e regulada (FOUCAULT, 1995) – é, como lugar do trabalho social construção de sentidos. Essa perspectiva coloca em suspenso a pretensão do jornalismo de reprodução fiel dos fatos para analisar criticamente suas regras, estratégias e condições de produção.

Esse referencial embasa e orienta os dois eixos articulados neste projeto: a análise sobre a cobertura de saúde e a busca de critérios e procedimentos técnicos que permitam a organização e utilização de acervos telejornalísticos. Ambos devem permitir a identificação dos conteúdos abordados (o que se fala?), das vozes mobilizadas (quem fala?), dos modos de dizer (como fala?), dos contextos textual (onde fala?) e intertextual (redes de sentidos mobilizadas). (Fiocruz, Laces, Observatório Saúde na Mídia, 2010). 

Produtos e Resultados esperados

Publicação de dois artigos em periódicos indexados – um voltado para os desafios de organização de acervos audiovisuais e outro sobre os temas de saúde e estratégias narrativas mobilizadas pelo Jornal Nacional no período estudado.

Tratamento técnico preliminar das edições do Jornal Nacional.

Subsídios para o tratamento documental de telejornais, incluindo recomendações para definição de critérios e procedimentos técnicos a serem adotados para a organização do acervo já existente e para a incorporação de novos materiais audiovisuais.

Definição de protocolo sobre direito autoral e de imagem a ser adotado pelo Observatório Saúde na Mídia/Laces/Icict/Fiocruz.

Estruturação de disciplina eletiva para os alunos de mestrado e doutorado do PPGICS/Icict/Fiocruz.

 

Assuntos relacionados

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz)
Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché - Manguinhos, Rio de Janeiro
CEP: 21040-900 | Tel.: (+55 21) 3865-3131 | Fax.: (+55 21) 2270-2668

Este site é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.

logo todo somos SUS