VideoSaúde - Programação - Novembro 2017

No interior de Minas Gerais, as cicatrizes do crime ambiental que deixou rios doentes e segue expondo as pessoas à lama tóxica.  Em Pernambuco, os caminhos que entrelaçam doadores e receptores de órgãos transplantados. No Rio Grande do Sul, famílias inteiras revelam os dilemas de abandonar o local onde moraram por quatro décadas. Na Bahia, jovens negros falam sobre preconceito e caminhos para superá-lo. No Rio de Janeiro, surdos relatam a experiência de acordar para o mundo dos sons. Para completar, uma narrativa educativa sobre a situação da doença de Chagas, que atinge milhões de pessoas no Brasil. Em novembro, a VideoSaúde oferece uma programação diversificada e cheia de boas histórias sobre saúde coletiva e pessoas.

Causos / Dois mundos

06/11 (segunda-feira, às 22h30) 
Canal Saúde|TV digital 2.4 Rio e Brasília|62.4 São Paulo|on-line www.canal.fiocruz.br

Causos
Na Vila Dique, comunidade pobre situada na periferia de Porto alegre, 1.476 famílias estão prestes a serem removidas após 40 anos no local. O destino é um novo conjunto habitacional.  Mas há medo das pessoas de deixar raízes e saírem das suas casas, e do entorno conhecido, para um ambiente diferente, onde não sabem se terão as mesmas condições estruturais – como transporte, hospital, escola - já conquistadas na Vila Dique.  

Dois mundos
Que tipos de sensações surdos experimentam quando se submetem ao chamado implante coclear ou passam a usar aparelhos auditivos? Dois mundos revela de forma delicada e lírica esse despertar. Letícia quer saber o barulho da pisada na areia. O surfista Mauro, do tubo de água na onda e do vento. Juliana, as sensações do som do metrô. Izabela está curiosa sobre o barulho do ônibus e dos passarinhos. Priscila dança ao ritmo do som da boate. Histórias de elos com o mundo por meio do aparelho auditivo ou do implante coclear.

Reprises:
08/11, quarta às 22h30
10/11, sexta, às 22h30
12/11, domingo, às 21h30

Doença de Chagas

13/11 (segunda-feira, às 22h30) 
Canal Saúde|TV digital 2.4 Rio e Brasília|62.4 São Paulo|on-line www.canal.fiocruz.br

Educativo, o vídeo apresenta diferentes aspectos do trabalho do Programa de Melhoria Habitacional para Controle da Doença de Chagas no Estado do Rio Grande do Sul. Didático, demonstra de forma clara e direta formas de controle do inseto transmissor, o barbeiro. Ao final de doença de Chagas fica uma mensagem de utilidade pública sobre um problema de saúde coletiva que ainda atinge um milhão e meio de brasileiros.

Reprises:
15/11, quarta às 22h30
17/11, sexta, às 22h30
19/11, domingo, às 21h30

Uma árvore bonita

20/11 (segunda-feira, às 22h30)
Canal Saúde|TV digital 2.4 Rio e Brasília|62.4 São Paulo|on-line www.canal.fiocruz.br

A história de jovens negros que enfrentam as diversas faces do preconceito: racial, de gênero e socioeconômico. Percursos escolares e participação em movimentos, projetos e programas sociais mudaram o curso da vida dos jovens protagonistas deste documentário. Apesar de ofensas frequentes e constrangimentos, eles acreditam na educação de qualidade e nas artes para vencer a intolerância e fortalecer a autoestima das novas gerações. Seus relatos expressam indignação frente ao racismo e outras formas de discriminação social que marcam a experiência de uma grande parte da juventude brasileira de hoje.

Reprises:
22/11, quarta às 22h30
24/11, sexta, às 22h30
26/11, domingo, às 21h30

Lambari / Transplantes, a vida continua

27/11 (segunda-feira, às 22h30)
Canal Saúde|TV digital 2.4 Rio e Brasília|62.4 São Paulo|on-line www.canal.fiocruz.br

Lambari

Passados dois anos do crime ambiental do derramento de lama tóxica em Minas Gerais, vinte afluentes do Rio Doce seguem recebendo componentes nocivos em seus leitos, de acordo com o Ibama. Barra Longa foi um dos municípios mineiros mais afetados pelo rompimento da barragem em Bento Rodrigues, operada pela Samarco Mineradora, controlada pela Vale S.A e pela BH Billiton. Ali, João de Freitas agora pesca em vão em águas barrentas. A lama levou peixes e deixou vazios afetivos na vida. Lambaris e piaos foram embora, ficou a melancolia.

Transplantes, a vida continua

Um helicóptero cruza em velocidade o céu de uma grande cidade. O motorista Claudio Roberto conta, com um misto de felicidade e tensão, como foi percorrer quase 600 quilômetros em menos de cinco horas para trazer um fígado em boas condições para ser transplantado. O pedreiro Amaro lembra a dura rotina da hemodiálise antes de ganhar um rim. Os irmãos Jossiane e Djair são receptor e doador de um rim, que vai permitir que ela volte a viajar. Pedro e Danielle contam como transformaram dor em satisfação ao autorizem a doação de órgãos de familiares. Ele, da filha; ela, da mãe. Histórias que se cruzam em Transplantes: a vida continua, sobre a rotina e o trabalho da Central de Transplantes de Pernambuco, que realiza 1.700 procedimentos por ano.   

Reprises:
29/11, quarta às 22h30
01/12, sexta, às 22h30
03/12, domingo, às 21h30
 

Assuntos relacionados

População já pode acessar on-line o catálogo da VideoSaúde Distribuidora

Banco de Recursos Audiovisuais em Saúde (BRAVS) permite ao usuário solicitar cópias de vídeos de todo o acervo

Para saber mais

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz)
Av. Brasil, 4.365 - Pavilhão Haity Moussatché - Manguinhos, Rio de Janeiro
CEP: 21040-900 | Tel.: (+55 21) 3865-3131 | Fax.: (+55 21) 2270-2668

Este site é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.

O conteúdo deste portal pode ser utilizado para todos os fins não comerciais, respeitados e reservados os direitos morais dos autores.