9º CSHS: Icict participa de atividade do Mapa Colaborativo dos Movimentos Sociais em Saúde

por
Hara Flaeschen (Abrasco) e Assessoria de Comunicação do Icict/Fiocruz
,
03/11/2023


9º CSHS: Rodrigo Murtinho participa de atividade do Mapa Colaborativo | Foto: Hara Flaeschen (Abrasco)

Iniciativa de grande importância para o fortalecimento da democracia participativa, o Mapa Colaborativo dos Movimentos Sociais em Saúde foi oficialmente lançado em julho deste ano, durante a 17ª Conferência Nacional de Saúde (CNS). Agora, como parte do 9º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, as entidades que participam do projeto conduziram oficina e roda de conversa sobre o Mapa Colaborativo, nesta quinta-feira (2/11).

Instituto de Comunicação e Informação em Saúde (Icict/Fiocruz) é um dos parceiros do projeto, liderado pela Assessoria de Participação Social e Diversidade do Ministério da Saúde. O Mapa também conta com o apoio do Conselho Nacional de Saúde. 

Diretor do Icict, Rodrigo Murtinho participou do encontro, realizado na Tenda Paulo Freire, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ele reforçou o compromisso do Instituto com a Mapa Colaborativo. "Esse é um mapeamento fundamental para reconhecer o que é o controle social para além dos conselhos formais: vai aumentar a capacidade de articulação dos movimentos sociais, potencializar a relação do governo com esses movimentos. Reitero o compromisso com o projeto", afirmou Murtinho. 

Durante a conferência de abertura do Congresso, na quarta-feira (1/11), a ministra Nísia Trindade Lima citou o Mapa Colaborativo dos Movimentos Sociais em sua fala, destacando a importância do projeto. O 9º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (CSHS) foi promovido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) de 1º a 3 de novembro. 

▶️ 9º CSHS: assista à conferência da ministra Nísia Trindade Lima

O Mapa Colaborativo é uma plataforma coletiva e interativa que reunirá iniciativas dos movimentos sociais no campo da saúde. O objetivo é que a ferramenta seja uma fonte para a construção de redes colaborativas sobre políticas públicas. A atividade contou também com a participação da médica sanitarista e chefe da Assessoria de Participação Social e Diversidade do Ministério da Saúde, Lucia Souto.

Assista à entrevista de Lucia Souto ao WikiFAVELAS:

A plataforma será aberta e pública, com previsão de lançamento total para os próximos meses. No momento, o Mapa Colaborativo conta com um formulário, que funciona como uma etapa preliminar de sua construção. Os representantes dos movimentos sociais podem, futuramente, cadastrar suas iniciativas e a ideia é que o mapeamento seja contínuo. Com isso, o projeto pretende reconhecer, de forma coletiva e interativa, aqueles que atuam ou colaboram na saúde e em defesa do SUS.

➡️ Acesse aqui o formulário preliminar do Mapa Colaborativo

O objetivo do Mapa é identificar os movimentos sociais, que serão motivados a difundirem suas informações institucionais, históricas e saberes, de modo a se construir uma relação de confiança entre o projeto e os movimentos. Para tanto, a plataforma que será utilizada no projeto se baseia nos princípios de bem público, pluralidade de conhecimentos e construção colaborativa.


Mapa Colaborativo: roda de conversa | Foto: Eliane Santos da Silva (Icict/Fiocruz)


Mapa Colaborativo no 9º CSHS | Foto: Eliane Santos da Silva (Icict/Fiocruz)
 

ABRASCO - 9º CSHS

Saiba mais sobre a abertura do 9º CSHS 

Ministra Nísia Trindade: conferência de abertura do 9º CSHS

Cursos, oficinas e reuniões são esquenta para o 9º CSHS